3 Maneiras alternativas e rápidas de se aprender um novo idioma

3 Maneiras alternativas e rápidas de se aprender um novo idioma

Cansado de fazer sempre a mesma coisa e não chegar a lugar algum? Eu também!

aprender ingles

Existe uma fase difícil em que todo mundo que se dedica para aprender um novo idioma cedo ou tarde vai se encontrar…

Não importa o quanto você se esforce ou o tempo que você dedica para aprender algum idioma, parece que em algum ponto do processo você congela. Você atinge um platô e parece impossível supera-lo.

Existem estudos sobre este platô (Plateau Effect), e existem excelentes artigos explicando como supera-lo, mas por mais que você entenda o que está acontecendo, é inevitável que você desanime com a falta de resultados por todo o esforço que você coloca naquilo.

Eu posso falar muito bem por que já enfrentei esse platô muitas vezes quando estava estudando inglês. Em muitas ocasiões quando estava estudando francês eu percebi que ele não tinha melhorado muito nas últimas semanas, mesmo estudando todos os dias.

O platô de quem deseja aprender um novo idioma

Resolvi então procurar algumas formas alternativas e rápidas de continuar praticando mesmo quando desanimado. O fato das formas que eu citar aqui serem alternativas é por que eu nunca as vi em nenhum outro lugar (e olha que eu procurei…) e rápidas simplesmente porque, se já é difícil se dedicar quando está motivado, imagina quando bate esse desânimo.

Todos os métodos são ridiculamente fáceis e levam menos de 3 minutos. Podem ser utilizados todos os dias ou apenas naqueles dias em que você está de saco cheio mas sabe que vai se sentir mal no dia seguinte se não aprender nada.

1. Listinha na palma da mão

Escolha um tema qualquer (itens de cozinha, roupa, animais, cores, etc) e faça uma pequena lista das palavras que você acha que vai ser útil saber o significado. Isso é muito importante por que não adianta você escrever “espátula de macarrão” pois, a não ser que você seja um cozinheiro, as chances de esquecer essa palavra do que outras como prato, que você usa vê e usa diariamente.

Procure o significado delas e escreva na mão no máximo 4 palavras e sempre que estiver de bobeira dê uma olhada na mão e tende lembrar do significado. Eu sempre lembro de primeira porque só o fato de escrever pesquisar o significado de alguma forma já grava na minha memória.

aprender ingles

Antigamente eu usava os flashcards (a mesma coisa, mas com pedaços de papel) mas sempre tinha preguiça de ficar tirando do bolso toda hora. Agora escrever na mão caiu como uma luva (sacou a piada?) e meu vocabulário tem melhorado bastante.

2. Smartphrases

Este é um daqueles sites que eu sempre me pergunto “O que diabos a pessoa estava pensando quando resolveu criar isso?”. Basicamente ele gera frases totalmente aleatórias no idioma que você escolher.

smart

O legal é que as frases são bem curtas e na maioria das vezes bem úteis. Eu gosto de escrever no papel pelo menos três frases geradas pelo site e tentar entender o significado e por que ela foi escrita daquele forma.

Ok, este método PODE levar mais de 3 minutos se você realmente quiser entender a estrutura gramatical da frase e tal… Mas esta é só uma opção. Você pode muito bem apenas gerar as frases e procurar o significado delas logo em seguida.

3. Usar o Skype

As duas dicas acima são ótimas para melhorar sua gramática e vocabulário, mas como eu já disse por aqui, a única forma que eu conheço de melhorar conversação é de fato, conversando.

Esta dica requer uma boa dose de cara de pau e alguns reais, mas de longe é a melhor dica das três.

Pesquise no Google empresas no país que fala a língua que você está aprendendo, ligue através do Skype e tente sustentar uma conversa com o atendente. Eu estou na França enquanto escrevo este artigo e não preciso disso no momento, mas quando estava no Canada eu costumava ligar para empresas que vendem algo por que geralmente o atendente vai ter toda a paciência do mundo com você.

Se você tiver MUITA vergonha (o que não há justificativa) você pode apenas algo do tipo “Oi, tudo bem?”, provavelmente o atendente vai entender e então dizer “Tudo bem, como posso ajudar”, dai você elabora qualquer frase maluca e torce para ele/ela entender.

Mais ou menos o que eu fiz aqui… 😛

Se não entender e seu coração começar a bater mais forte (novamente, sem nenhuma justificativa), simplesmente desligue e siga sua vida em paz.

Eu prometo que nenhuma Guerra Mundial vai acontecer por conta disso 🙂

Essas técnicas foram ótimas enquanto eu fazia meu mochilão pela Europa, pois consomem muito pouco tempo e permite que eu economizasse durante a viagem.

Por isso eu já disse e repito: saber se comunicar em pelo menos um idioma diferente é essencial para quem deseja viajar barato!

Gostou dos nossos artigos?
Se quiser, podemos te enviar muito mais! Complete os campos abaixo para receber todos os nossos artigos direto na sua caixa de entrada.
E não se preocupe, nós também odiamos spam!

  • Lizie Maria

    Ri alto do número 3. XD

    Vou tentar um dia.

    • Igor

      Haha além de ser ótimo para praticar conversação, também funciona como um “tratamento de choque” para tímidos 😛

      Tente e me conte como foi sua experiência, ok? Haha

  • Pingback: Como fiz para trabalhar nos Estados Unidos e Canada()