Ilha do Mel | Eu Mochileiro

Ilha do Mel

Sabe aqueles filmes americanos de surf, onde a história passa em um lugar super bonito, com várias praias e trilhas, uma vibe super leve e vários restaurantes que servem frutos do mar, alugam pranchas e vendem um trilhão de sucos diferentes? Todos eles parecem que foram filmados num único lugar: Ilha do Mel.

Ilha do Mel

Confesso que minha estadia na ilha foi muito curta, apenas um final de semana. 

Mas como eu tive a sorte de estar com pessoas incríveis e um clima privilegiado (o tempo estava lindo!), e também pelo fato da ilha ser muito pequena (em dois dias vocês pode conhecer ela tranquilamente, na boa), acredito que eu esteja preparado para falar dela. 🙂

Mas, diferentemente do que eu venho fazendo com Paris, Hamburgo e Bélgica, onde eu citei as principais coisas a se fazer, desta vez eu quero listar os principais motivos pelos quais você deve conhecer a Ilha do Mel, e também mais alguns detalhes para ajudar você a chegar lá.

Bora?

Como chegar, onde ficar, o que comer

Para chegar na Ilha você precisa pegar um barco que sai de Paranaguá ou Pontal, no Paraná.

Em Fevereiro de 2016 o preço de ida e volta fechou em 35 reais. Você pode escolher ir para Encantadas ou Nova Brasília.

O lado das Encantadas é mais turístico, com uma gruta linda (mas pequenininha) e a Praia Grande, um point de surf muito conhecido mundialmente pelas ótimas ondas.

É deste lado que também se encontra o maior número de restaurantes, pousadas e eventos. 

Encantadas Ilha do Mel

Já na parte de Nova Brasília, também existem turístas, eventos e restaurantes, mas numa proporção menor. 

Particularmente eu prefiro este lado, uma vez que você pode ficar mais tranquilo, as praias são mais desertas e você pode ir no farol da ilha, onde o visual é simplesmente incrível.

Você também pode ir de um lado ao outro caminhando pela praia. A caminhada é muito leve e dura cerca de 40 minutos, mas é recomendável levar água e escolher horários mais frescos do dia, uma vez que praticamente não há sombra. 

Outra opção é pegar um barco de um lado para o outro, que custa 20 reais (lembre-se que este texto foi escrito em fevereiro de 2016! :D).

Onde ficar e onde comer não tem muito segredo. Você pode ficar em pousadas (a partir de R$ 45 você consegue um lugar bem básico), campings (R$ 30) ou, se estiver afim de uma experiência mais intensa, acampar em qualquer uma das praias desertas da região. 

O ponto fraco da ilha – pelo menos para mim – são os preços super exagerados. Um almoço básico sai em média R$ 25. Existe um mercado no lado de Nova Brasília que vende as coisas básicas de alimentação e higiene, mas com uns preços bem salgados. 

Ah, se resolver ir na Ilha no verão (alta temporada), lembre de reservar a pousada ou camping com bastante antecedência. 

Ok, agora que você sabe como o esquema na Ilha funciona, vamos ao mais interessante… Por que visitar a Ilha do Mel?

1. Porque é uma ilha

O isolamento que a ilha proporciona aos seus visitantes sem dúvidas é uma das suas maiores vantagens.

Mesmo com um mercadinho, pronto-socorro e policiamento que existem na ilha, esse sentimento de isolamento não deixa de ser encantador. 

2. Porque não existe iluminação pública

Como se o item anterior não bastasse, não existem postes ou qualquer tipo de iluminação pública na ilha – apenas as luzes dos estabelecimentos.

Isso cria um ambiente mágico, e te faz refletir o quanto somos sobrecarregados com tantas luzes quando estamos na cidade. 

Se quiser aproveitar a noite na ilha e visitar as praias, lembre de levar uma lanterna!

3. Porque lá não passam carros ou motos

Não existem acessos para carros na Ilha, então prepare-se para andar nas “ruas” da ilha sem se preocupar em ser atropelado(a) ou levar uma buzinada na orelha. 

Também se prepare para respirar o ar mais puro da sua vida, e ficar até desconfiado do silêncio absoluto que cai sobre a ilha durante a madrugada.

4. Porque as praias são desertas e calmas

Se você gosta de praias lotadas, cheias de vendedores ambulantes e um bilhão de pessoas deitadas na areia, a Ilha do Mel com certeza não é um bom lugar para vocês.

As praias lá são realmente desertas. Não existem bares na beira da praia nem carros de som competindo entre si.

5. Porque o pessoal é “de boa”

Como a ilha não está no caminho de nenhum roteiro turístico super badalado, e também pelo fato do acesso à ela não ser tão fácil assim, as pessoas que vão para Ilha geralmente são veteranos que só querem curtir a tranquilidade e, na maioria das vezes, pegar umas ondas.

Os moradores locais são humildes e entendem a importância do turismo na ilha, por isso a chance de alguém perturbar é sempre mínima.

6. Porque a noite tem raggae, jazz e rock

Precisa dizer mais alguma coisa? 😛

. . . 

E aí, te convenci a visitar um dos lugares mais interessantes do Brasil? Seja você um aventureiro que quer brincar de Bear Grylls ou uma família que apenas quer curtir o final de semana tranquilo, tenho certeza que a Ilha do Mel vai te servir bem! 🙂

Aproveite e, quando for, me chame! 🙂

Gostou dos nossos artigos?
Se quiser, podemos te enviar muito mais! Complete os campos abaixo para receber todos os nossos artigos direto na sua caixa de entrada.
E não se preocupe, nós também odiamos spam!